Coisas Da Vida !!!

A vida pode nos deixar de "boca aberta" em momentos e circunstâncias velhas, novas, iguais e diferentes

1%

by - 9:28 AM

Porque a verdade é que pelo menos 99.9% daquilo que vivemos nada mais é do que dúvidas, incertezas, medos, receios etc.

Não que de fato são apenas essas situações que nos cercam e nos prendem em seu calabouço de egoismo. Mas porque permitimos que algumas circunstâncias não tão significantes desenvolvam um poder sobrenatural e dominem todo o '1%' e mais um pouco da beleza da vida.

O real desafio está em reverter essa matemática, permitindo que a vida o agracie com sua vivacidade infantil.

You May Also Like

2 comentários

  1. Carol!

    Até que enfim o Coisas da Vida voltou a ativa. E com uma ótima reflexão: a vida é sim cercada de dúvida, incertezas e surpresas.

    Isso não é ruim não. O difícil é aprendermos lidar com esta situação, afinal é muito complicado não saber exatamente o que acontecerá.

    Não se desespere não, ok?! Somos todos grandes crianças que estão a procura da verdadeira felicidade... E, pode crer, dará tudo certo!!!

    Bom te ter de volta no universo virtual!

    Beijos :)

    PS= Depois quero os detalhes de sua viagem... Sou uma curiosa!

    ReplyDelete
  2. Silent Note8:21 PM

    Opa !!!!!!

    Então... saca só não só a VIVACIDADE da criança, mas VERSATILIDADE das mesmas, bem como sua INGÊMUIDADE (porque não?)... a Bíblia mesm (crentonizei o momento) fala bastante de criança, mostra JEREMIAS (que se via uma criança), mostra as crianças que sentaram no colo de Jesus... anyway de criança as chaves bíblicas estão cheias, hahahahhaa...

    O Pastor Nélio DaSilva da IPA (Igreja Presbiteriana em Alphaville) abordou o mesmíssimo assunto, como pode ser conferido no PODCAST (é uma série que começam com a palavra DERROTANDO) do site da IPA , a saber http://www.ipalpha.com.br

    É isso... enjoy it, PlayList it !!!!

    Hope 2 keep in touch !!!!!!!
    T vjo no céu caso ñ o faça na Noite do Metal 4 - a ressurreição !!!!! (ou simplesmente N4)





    ReplyDelete