Coisas Da Vida !!!

A vida pode nos deixar de "boca aberta" em momentos e circunstâncias velhas, novas, iguais e diferentes

ENEM avaliei o Ensino Médio

by - 8:06 PM

No Brasil, os alunos que estão concluindo ou já concluíram o ensino médio devem realizar o Exame Nacional do Ensino Médio, mais conhecido como ENEM. Este exame é aplicado desde 1998 e vem sofrendo alterações desde então, para modernizar e se tornar mais importante, tanto é que atualmente é utilizado para entrar no ensino superior.

O processo de construção do ENEM tem sido gradual, ainda é motivo de confusões como o ocorrido em 2009, que teve a data de aplicação adiada devido ao roubo das provas, ainda em processo de impressão. Além do estresse gerado entre os estudantes, o governo teve um gasto extra de R$30 milhões de reais. Em 2010, a desorganização e erros nos cadernos de respostas obrigaram cerca de 2 mil alunos a refazerem a avaliação.

Neste ano, o exame já começou com novidades, a prova acontecerá em outubro, sendo que o próximo ENEM deverá ser aplicado em maio, isto é, duas provas em menos de um ano, os estudantes já discutem esta possibilidade do ENEM acontecer duas vezes ao ano. Além disto, a prova terá questões formuladas por professores de 59 faculdades publicas.

O assunto a ser levantado em torno deste exame é: para que mesmo serve o ENEM? Isto é, já observamos que não avalia, de fato, a qualidade do ensino médio e esta comprovação pode ser vista ao lermos a notícia de que neste ano serão faculdades as responsáveis pela formulação de questões. Se a avaliação serve para o ensino médio, não deveriam ser professores viventes deste período escolar os responsáveis pela formulação?

Aos poucos o ENEM vem se mostrando mais como uma alternativa de vestibular unificado, já demonstrado como desejável pelo governo, o que na verdade, já era articulado antes mesmo do meu período de ensino médio. Esta realização satisfaz o governo, que mostra como o ENEM “deu certo” exatamente por quase ser um vestibular único, e não pelos resultados sobre o ensino médio. Logo, mais uma vez, o ensino médio é deixado de lado, e se cria a possibilidade de novas empresas lucrarem com a não relação do ENEM e ensino médio.

Atualmente, alunos que estão se preparando para realizar o ENEM fazem com ajuda de cursinhos ou apostilas específicas para esta finalidade. Mais uma vez, cursinhos e editoras saem lucrando com a desorganização deste método avaliativo. Por exemplo, a Abril Educação não apenas lucra com seu cursinho Anglo como também com suas apostilas, vendidas também em bancas de jornal, especiais para o ENEM.

Durante dois meses realizei um monitoramento no Twitter utilizando a tag#ENEM, foram 50 tweets analisados diariamente. Os alunos demonstravam preocupação com a avaliação, bem como a preparação feita através das apostilas, e em meio a eles cursinhos se apresentavam como alternativa para ajudar com o ENEM, em nenhum momento alguém comentou estar se preparando com aulas dadas em sala de aula do ensino médio.

Voltamos à estaca zero, o que era para ser uma possibilidade de melhorar a educação brasileira, se tornou mais uma alternativa de poucos ganharem dinheiro enquanto muitos estudam para conseguir o seu espaço nas escolas superiores. Para não ficar tão chato, ou feio para o governo, talvez a alternativa seja mudar o nome do exame, pelo menos assim, fique mais transparente o fato de o ensino médio não estar sendo avaliado. Ops, mas será que é isso que eles querem?

You May Also Like

0 comentários