Coisas Da Vida !!!

A vida pode nos deixar de "boca aberta" em momentos e circunstâncias velhas, novas, iguais e diferentes

Cadeira de Balanço: Claraboia

by - 8:16 PM



"_ Há tanto para fazer para cá da cortina, meu amigo... Mesmo que vivesse mil anos e tivesse as experiências de todos os homens, não conseguiria conhecer a vida!"


O brilhantismo de José Saramago é constantemente relembrado. Não para menos, a graça e riqueza com que fala do cotidiano é fantástica. Em Claraboia, por exemplo, Saramago se posiciona como se fosse o "fofoqueiro" de um prédio de seis apartamentos, em Lisboa e se empolga ao narrar todos os dramas construídos no decorrer da vida de cada morador. 

A famosa e desejada 'espiadinha' se torna envolvente e deliciosa, a sensação é de estar realmente do alto de uma claraboia observando a vida acontecendo abaixo de nossos narizes. Contudo, Saramago não apenas conta as histórias ao vento, mas descreve alguns momentos nos permitindo mergulhar no tempo em que estes moradores estão vivendo. 

Neste sentido, um dos meus momentos preferidos foi quando vi mulheres de uma das casas parando tudo para dar total e completa atenção ao locutor do rádio: "Adriana girou um dos botões. A voz do locutor encheu a casa...Na cozinha, uma cafeteira chiava. Tia Amélia tirou-a do lume. Ouviu-se o riscar da agulha no disco, e logo a voz dramática e vibrante de Jean-Louis Barrault fez estremecer as quatro mulheres."  Por alguns instantes, não apenas me senti sentada juntamente com estas mulheres para ouvir Jean-Louis, como relembrei todas as histórias de minha mãe sobre assistir rádio. 

Fácil e rápido de ser lido, aqui entre nós é quase um livro de fofoca, só que com muita qualidade narrativa. Ótima pedida para férias de verão, além de leve seus capítulos são pequenos e tudo é construído e contado como em um quebra-cabeça. Até que algumas destas vidas acabam se entrelaçando. 

A curiosidade fica para o fato de quê a obra foi escrita na década de 50 e por mágoas e desentendimentos do escritor com editoras, a publicação só foi possível após a morte de Saramago - como desejado por ele mesmo.

You May Also Like

1 comentários

  1. oie! Tudo bem?
    Olha, não sou conhecedora da obra de Saramago, e, graças a você resolvi começar a Lê-lo :)) lhe agradeço pela indicação.

    Caso queira um dia me visitar, fique a vontade

    www.menorque3.blogspot.com

    Abraços!

    ReplyDelete