Coisas Da Vida !!!

A vida pode nos deixar de "boca aberta" em momentos e circunstâncias velhas, novas, iguais e diferentes

Ilha do Medo

by - 4:15 PM

Martin Scorsese e Leonardo DiCaprio chamam atenção quando aparecem juntos nos cartazes de cinema. Isso porque fizeram bons trabalhos em 'Guangues de Nova York', 'O Aviador' e 'Os Infiltrados'. Desta forma, se você tem acompanhado essa parceria, com certeza, desejará ver o mais recente Ilha do Medo (Shutter Island).

Inspirado no livro 'Paciente 67' (Dennis Lehane) a nova de Scorsese tem um pouco daquelas tentativas de transformar obras de Stephen King em obras cinematográficas de tirar o fôlego. Particularmente, acho que apenas 'O Iluminado' conseguiu a proeza. Livros de suspense não são muito simples para serem adaptados ao cinema. É preciso captar o timing correto. Caso contrário, tudo vai por água abaixo.

O filme começa bem. O cenário é fantástico assim como a trilha sonora escolhida. A tonalidade do verde com vermelho ocre, a sensação fria (trabalho das cores quentes e frias), solitária e o figurino da década de 50 avisam: se prepare, 'bons' momentos você vivenciará. Entretanto, a película é longa, e o mistério não consegue se manter nos minutos rodados.

O filme não chega a ser completamente ruim, mas, para os que aguardam uma obra de Scorsese, podem se decepcionar. Algumas tomadas de câmera são surpreendentes, porém, alguns erros de gravação e continuidade que não deveriam acontecer com um diretor tão renomado. Lembra do mistério?! Se você tiver um pouco de bagagem cinematográfica e memória, logo entenderá o que está acontecendo, então, o resto da metade do filme será chato.

Claro que se você deixou de assistir alguns filmes de suspense em sua vida, esse pode ser um filme que ficará na história. Ele até que é bem feito. E, muito espectadores se surpreenderam com o que estava acontecendo. Alguns deixaram claro 'meu, que filme doido'.

Difícil definir a Ilha do Medo, pois, na verdade, dependerá do que você está esperando e, para o quê está preparado. No meu caso. Ficou bem a desejar. Não gostei de ter sido tão longo e, realmente acredito que se fosse mais curto, talvez, sairia menos insatisfeita.

You May Also Like

2 comentários

  1. This comment has been removed by a blog administrator.

    ReplyDelete